Militar da Marinha Portuguesa infringe recomendações da DGS e assume conduta delinquente em espaço de diversão noturna, no Algarve

sábado 24 outubro 98388 ações

Militar da Marinha Portuguesa infringe recomendações da DGS e assume conduta delinquente em espaço de diversão noturna, no Algarve

Um militar da marinha Portuguesa de 24 anos com a patente de guarda marinha, foi visto, na madrugada de 30 de julho, a infringir as regras recomendadas pela DGS, numa discoteca em Tavira, situação provavelmente potenciada pelo estado de alcoolémia do jovem.
As testemunhas alegam que este se encontrava sem máscara na discoteca “ECHO”, gritava incessantemente a frase “cale-se, que isto ainda é militar!” quando se aproximava das restantes pessoas que estavam igualmente a frequentar a estabelecimento, não respeitando as regras de distanciamento social. Foi igualmente visto a aproximar-se de várias mulheres, enquanto deitava a língua de fora, com os olhos esbugalhados, tronco marreco e um “sorriso tarado”, segundo descreve uma vítima do assédio. O militar percorreu a discoteca com uma garrafa de GIN na mão pela qual ingeria diretamente o álcool, após praticar as referidas atitudes delinquentes, seguida das palavras “ZAU!”, “BOOOOM” e “ERROU!”.
O jovem já está a ser interrogado na esquadra de Tavira.


recomendado